quarta-feira, 4 de maio de 2016

# Atualidade # Bullying

«E se fosse consigo?» Bullying

No post que fiz sobre o novo programa da SIC, E se fosse consigo?, uma leitora do blog sugeriu-me que fosse falando das temáticas abordadas em cada programa. Achei uma ideia super interessante porque considero que os temas abordados são da máxima importância porque nos alertam para vários problemas existentes na sociedade.
Assim, no terceiro programa, exibido na passada segunda-feira, o tema abordado foi o bullying. Confesso que, até agora, foi aquele que mais me marcou não só pelas reações das pessoas mas pelos testemunhos apresentados. Ouvir uma mãe falar do seu filho que se suicidou por ser vítima de bullying marcou-me de uma forma particular, sobretudo porque a direção da escola nunca alertou os pais do rapaz ou envolveu-se nesta questão por "medo". Por outro lado, o testemunho de jovens na casa dos dezasseis/dezassete anos deixaram-me completamente de rastos. A verdade é que achamos que sabemos tudo sobre bullying mas não sabemos. É sempre pior do que pensamos. Há jovens que passam por situações terríveis e inimagináveis, fazem queixa e não são ajudados porque "são coisas de crianças", ao ponto de crianças de dez, onze e doze anos tomarem anti-depressivos e medicamentos para se conseguirem aguentar e continuarem a estudar porque são muitos aqueles que não têm forças para continuar a sua vida. É incrível a capacidade que o ser humano tem de precisar de fazer alguém sentir-se inferior para se sentir melhor consigo mesmo. É uma dependência extrema do outro. É uma parvoíce total porque ao rebaixarmos os outros não estamos a ser superiores, muito pelo contrário, estamos a ser inferiores. Estamos a agir como animais selvagens tendo como diferença o facto de a natureza dos animais ser assim e a nossa poder ser uma opção nossa. Eu acredito que, quando nascemos, nascemos com duas faces: a boa e a má. Cabe-nos a nós mostrar e desenvolver aquela que queremos. Infelizmente, a maior parte das pessoas opta por escolher a face má e fazer coisas que não só as prejudicam a si próprias, como aos outros. E é isso que me revolta. Magoarmos pessoas inocentes, descarregarmos os nossos erros, falhas e frustrações nos outros. Há objetos próprios onde podemos descarregar a raiva. Os sacos de boxe foram feitos para isso mesmo, para serem pontapeados e agredidos. Se eles existem e servem para isto porque é que continuamos a escolher as pessoas? E digo "nós" porque já todos nós, em alguma altura da nossa vida, descarregámos as nossas frustrações em cima de alguém que não teve culpa nenhuma. 
A verdade é que, na minha opinião, o mundo e a sociedade só vão evoluir quando aprendermos a dar as mãos e a ajudar o outro. Ajudar a vítima de bullying mas também o agressor porque a vítima é quem mais sofre mas o agressor também precisa de ajuda. Ignorar estes casos é simplesmente ridículo porque os jovens que estão a ter "atitudes de criança" são os adultos do futuro. Aqueles que vão conviver com os nossos filhos, contribuir para o desenvolvimento (ou não) da sociedade e, sinceramente, não acredito que crianças com maus comportamentos que não sejam ajudadas consigam seguir um caminho bom. Porque elas escolheram a sua face má e cabe à família, aos amigos e aos educadores ajudá-las a encontrar o caminho certo onde fazer das outras crianças um saco de boxe não faz parte da lista de opções.

7 comentários:

  1. Este ainda não vi mas se existe algo que até hoje nunca compreendi foi o bullying. Não consigo entender como as crianças conseguem ser tão cruéis entre si e pior ainda, como é que os pais (dos agressores) não fazem nada para pôr termo a essa situação e por vezes até ache normal (na maioria dos casos). É algo que me repulsa mesmo e um fenómeno que está a ganhar demasiado espaço na nossa sociedade, o que me faz pensar que a sociedade está a caminhar para a auto-destruição e no meu entender, a culpa é mesmo dos pais e da educação do "quero, posso e mando" que os pais passaram a dar aos seus filhos, fazendo todas as suas vontades, sem colocar travões.
    Beijinhos ...
    Guloso qb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente com tudo o que disseste!
      Beijinho!

      Eliminar
  2. Ótimo post, bullying é algo que precisa ser exterminado do planeta! http://universodecifrado.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Esse tema é sempre muito importante, só quem já sofreu esse tipo de agressão sabe o quanto dói.
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderEliminar
  4. Este programa foi excepcional. Devia haver muitas mais temporadas para ver se evoluímos enquanto sociedade!

    ResponderEliminar

Até logo, Diamond!

Obrigada pela visita!
Volta Sempre :)