segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

# 25 de Janeiro # Benfica

Pessoas que marcam uma vida


Há dias que marcam a história. Uns por uns motivos, outros por outros. Hoje é, sem dúvida, um dia marcante, não só para mim, como para muita gente.
25 de Janeiro é o dia em que se celebra um nascimento e uma morte. Eusébio, apesar de já não estar entre nós, nasceu nesta data. Por outro lado, Fehér deixou-nos há precisamente doze anos. 
Dois seres humanos que marcaram a minha vida e a de tantos outros portugueses. Porque hoje não é um dia a ser relembrado apenas pelos benfiquistas, mas sim por toda a gente. Porque antes das nossas preferências clubísticas, estamos nós enquanto pessoas e seres humanos. 
A morte de Fehér marcou a minha infância de uma forma avassaladora. Ainda era uma criança quando tudo aconteceu mas lembro-me perfeitamente. Uma sucessão enorme de imagens passam pela minha cabeça quando recordo aquele dia fatídico: um cartão, um sorriso, mãos nos joelhos e depois.... depois só me consigo recordar do impacto da sua cabeça a bater no relvado deixando a água que lhe escorria pelos cabelos loiros salpicar com a intensidade da queda. Recordo-me de ter esperança, essa palavrinha que sempre me acompanhou ao longo dos anos. Mas quando vi as lágrimas caírem do rosto dos jogadores tive a certeza que não havia nada a fazer. O Benfica tinha perdido um membro da família, o futebol um jogador fantástico e o mundo uma personalidade incrível. Lembro-me de não perceber bem porque é que eu não conseguia parar de chorar, afinal, eu era apenas uma criança e ele uma pessoa que eu apenas conhecia por jogar no meu clube do coração. Mas com o tempo acabei por perceber. A cada ano que passava aquelas imagens vinham-me à cabeça e faziam-me lembrar a saudade. Agora eu percebo. Há pessoas que nos marcam de uma forma inexplicável quer pela forma injusta como morreram quer pela personalidade que tinham e a imagem que nos passavam. E o Fehér marcou-me de uma forma que poucos outros jogadores me marcaram. Todos os anos gosto de o homenagear à minha maneira e, todos os anos, me recordo do seu último sorriso. A imagem que mais me marcou durante a minha infância: um último sorriso antes de uma morte de alguém tão jovem.
Por outro lado, sempre nutri um carinho enorme pelo Eusébio. E que se dane se sou benfiquista porque ninguém no mundo pode negar, seja de que clube for, que este foi um grande jogador e marcou intensamente o mundo do futebol. Porque marcou. Porque, digam o que disserem, não há nem haverá ninguém como o Eusébio. Ele não marcou só a sua geração mas todas as que lhe seguiram e para mim, enquanto portuguesa, é um orgulho enorme. Porque o Eusébio pode ter amado o Benfica, pode ter honrado a camisola vermelha e branca mas não nos pertence apenas a nós. O Eusébio pertenceu e pertence a Portugal. Porque, independentemente do clube em que cada jogador joga, temos de os valorizar por serem nossos. Não importa se joga no Benfica, no Porto ou no Sporting, o que importa é que é português e temos de dizer aos nossos jogadores o quanto eles são bons antes de elogiar os que não nos pertencem.
Obrigada Eusébio! Obrigada Fehér! Obrigada por terem honrado, não só a camisola do meu clube, mas o meu país!



13 comentários:

  1. - Ainda me lembro do momento do Fehér... que situação mais triste !
    r. Que sorte, espero que tenha corrido bem :)
    with love, KATE ❤

    ResponderEliminar
  2. Eu tinha 11 anos, lembro-me vagamente deste episódio triste:/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também era muito pequena mas marcou-me imenso :/

      Eliminar
  3. Ohn, ora essa, tonta :) Sabes que, para mim, é um gosto poder partilhar estas coisinhas convosco :D

    Concordo plenamente contigo. Lembro-me perfeitamente de ver o Feher morrer. Foi um momento terrível :(

    NEW GET THE LOOK POST | La Cool & Chic
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  4. Great post!

    follow for follow?:)

    xoxo
    www.theclosetelf.com

    ResponderEliminar
  5. Que post mais lindo esse que você fez, uma linda homenagem a essas pessoas que fizeram história no seu país e na sua vida.
    Parabéns.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderEliminar
  6. Nunca me esquecerei do Fehér a cair no relvado, é uma imagem impossível de apagar. Clubes à parte, fui um dia bastante triste no mundo do futebol.

    ResponderEliminar
  7. Por mais tempo que passo é impossível apagar certas coisa.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Até logo, Diamond!

Obrigada pela visita!
Volta Sempre :)